Depois dos jogos em Braga e na Luz, nova exibição confrangedora e derrota merecida em Alvalade. Impressiona tamanha irregularidade e a falta de ambição evidenciada nos clássicos desta temporada.  Em Londres acredito que tal não se vai repetir. Haja alguém que diga das boas a Jesualdo e ao plantel.


Bela jogatana do Sporting que mereceu inteiramente a vitória diante de um Everton que apenas se preocupou em manter o nulo.

Pedro Mendes e Moutinho encheram o campo num jogo onde desde cedo se viu que o Sporting estava numa boa noite e que dificilmente deixaria de vencer.

Entretanto o Rascord prossegue na sua senda de capas imbecis em relação a Carvalhal.


Jogo fantástico do Porto cilindrando o Sporting numa noite de sonho no Dragão, apenas abrandando na meia hora final.

Nem o excelente golo de Izmailov que surgiu do nada, quebrou o ímpeto da turma de Jesualdo com Falcão,Varela, Mariano,Bellushi e Ruben Michael em grande destaque.

Realço igualmente a exibição de Maicon que pela primeira vez vi jogar e me fez lembrar Pepe.

Vitória e exibição fundamental numa altura em que pairava alguma tensão no Dragão como aqui referi ontem.


Uma verdadeira festa popular…


Será André Vilas Boas o Special Two?

Pessoalmente parece-me uma boa opção para o Sporting. Haja paciência e uma ponta de sorte que é sempre essencial


O Sorteio da 4ª eliminatória da Taça de Portugal ditou a visita do Sporting ao reduto dos Pescadores da Costa da Caparica, embora provavelmente o jogo seja deslocado para outro estádio das redondezas pois o campo não me parece ter condições.

Recordo que os Pescadores lideram isolados a série F da III Divisão com 5 vitórias em 5 jogos.

Força aí rapaziada!


Na antevisão do importante jogo de hoje em Florença , Paulo Bento lembrou-se de fazer uma analogia com o Titanic para motivar os seus jogadores. Raras vezes, um discurso nas vésperas do jogo terá sido tão infeliz. Que façam das tripas coração e consigam um pequeno milagre que seria a passagem à fase de grupos.


Afinal a história repete-se duas vezes. Em 2005 foi um milagroso golo de Miguel Garcia a apurar os leões para a final da Taça Uefa.  Desta vez foi um auto-golo de um defesa holandês no seguimento de um toque com as costas de Rui Patrício a proporcionar a passagem do Sporting aos play-offs da Champions. Todavia, pelo que vou lendo na blogosfera leonina, o sentimento geral é de apreensão com a próxima eliminatória, pois a equipa de Paulo Bento não acerta passo e as exibições são más de mais.

PS: Reparem na voz de enterro com o que o comentador da TVI narra o golo do Sporting…


Violência no jogo que decidia o título de Juniores! Ao que isto chegou… Lamentáveis igualmente as declarações de Rui Costa,


– O Porto merecia bem mais em Madrid, onde fez um excelente jogo, pecando como habitualmente na finalização e em Helton. Apesar de tudo, conseguiu reagir a diversas contrariedades como um golo sofrido aos 3 minutos e aquele mega-pato de Helton pertíssimo do intervalo, levando um resultado positivo para o Dragão

– Em Alvalade viveu-se uma noite de pesadelo com uma goleada das antigas do Bayern que mostrou a habitual eficácia alemã. O Sporting até começou bem a partida mas um passe errado de Derlei permitiu o primeiro de Ribery e a partir daí foi o desastre.

– Bom jogo em Milão, com o Man Utd a dominar o jogo quase por completo, valendo Júlio César a Mourinho para ainda acalentar algumas esperanças para Old Trafford. Ronaldo esteve em grande e jogou ao nível de um melhor do mundo.