Estou convicto que o ambiente de histeria e fanatismo que envolve a Selecção Nacional na Bósnia em nada vai contribuir para o resultado final, pois estamos a falar de jogadores com grande experiência internacional, habituados a ambientes altamente adversos como os da Grécia ou Turquia

O que decidirá o resultado do play-off será a capacidade de jogar com um bloco unido ao contrário do que vem acontecendo e a inspiração de jogadores como Deco,Simão ou Liedson

Se estivesse na pele de Carlos Queiroz alinharia com:

– Eduardo ; P.Ferreira,B.Alves,R.Carvalho,M.Veloso ; Pepe,R.Meireles,Tiago,Deco; Simão, Liedson


Podem ler aqui a notável entrevista de Blazevic, seleccionador da Bósnia ao i

” Bem, começo a olhar para os jogadores e vejo-os a ficar também verdes. E cada vez mais verdes, verdes e verdes. Aí pensei, que se lixe a teoria [fuck the theory, na única vez que fala inglês na entrevista] e só lhes disse: “Vão jogar e morram pela bandeira da Croácia e por toda aquela gente que deu a vida por ela.” Eles saíram e ganharam 3-0.”


As bolinhas da sorte neste sorteio condicionado determinaram que Portugal vá defrontar a Bósnia no play-off de apuramento para o Mundial da África do Sul, jogando primeiro em casa.

A selecção da Bósnia tem essencialmente um grande poderio ofensivo com jogadores como Dzeko, Ibisevic , Misimovic  que jogam na Bundesliga.

Atenção igualmente para o França-Rep. da Irlanda que promete emoções fortes.

Como aqui escrevi depois da sofrida vitória na Albânia acredito que iremos lá estar no Verão do próximo ano.