Cinema



Não sendo uma obra prima como “Gran Torino”, é um bom filme em que os 130 minutos passam num instante, incidindo sobre a figura viva que mais admiro, Nelson Mandela e a carreira dos  Springboks  no histórico Mundial de 1995, realizado no país do arco-íris.

Baseado no livro de John Carlin, mostra mais uma vez como o desporto pode unir um povo, mesmo num país dividido por longos anos de apartheid.


Está para breve a estreia deste novo filme de Stallone. Não gosto nem um pouco deste género de cinema mas confesso que me deixa curioso ver tantas figuras míticas reunidas no mesmo filme como o próprio Stallone, Schwarzenegger, Bruce Willis, Mickey Rourke, Dolph Lundgren entre outros.


O filme da vida de Clint Eastwood, memorável no papel de um ex-militar, com relações problemáticas com a vizinhança. Soberbo!


No Dia Internacional da Mulher nada como o prémio para melhor filme e melhor realizador irem para Heart Locker e Kathryn Bigelow. Pessoalmente não tenho demasiada curiosidade em ver tanto esta obra como Avatar.

Os melhores momentos cinemtográticos que vi este ano foram protagonizados por Christopher Waltz no sublime papel de Hans Landa em “Inglorious Basterds”


Bizarra. Penso ser este o melhor adjectivo para descrever esta comédia negra dos irmão coen , fieis ao seu estilo. Ainda hoje não consigo entender o início do filme…

Esta obra aborda a vida desgraçada do professor Larry Gopnick, onde os problemas se sucedem a um ritmo infernal


Simplesmente soberba esta obra de Miguel Gomes, multi-premiada em diversos festivais de cinema por esse mundo fora. É tocante a simplicidade deste filme que acompanha a vida no seio da banda “Estrelas do Alva” por essas aldeias do centro de Portugal no mês de Agosto quando inúmeros emigrantes regressam às aldeias onde nasceram.

Grandíssimo filme!


O Globo de melhor filme para Avatar e de melhor actriz para Sandra Bullock

Página seguinte »