A tentativa de aluguer de Mourinho por dois jogos revela o total desnorte da FPF. Depois da falta de coragem para demitir Queirós, recorrendo a processos espatafúrdios,  esta incursão a Madrid dá novamente uma imagem confrangedora dos dirigentes lusos ao nível de uma Federação do Burkina Faso ou do Djibuti

Advertisements