Quando vejo livros “escritos” por essa criatura de nome José Castelo  Branco penso que o mundo está mesmo perdido.

Advertisements