Acabámos por perder bem, mas não deixámos de ficar criar sérias dificuldades aos actuais campeões da europa, que após uns 10 minutos iniciais avassaladores, viram a nossa equipa criar as melhores ocasiões até à entrada de Llorente que rendeu um inexistente Torres.

Após o golo de Villa, tudo se tornou mais difícil, pois eles são mestres na arte da circulação de bola, e não houve reacção portuguesa.

Não posso deixar de falar na arbitragem, que cumpriu bem a sua missão, com uma notória dualidade de critérios na marcação de faltas, bem como na ridícula expulsão de R.Costa e no fora de jogo do golo espanhol.

Anúncios