Se fosse jornalista adorava perguntar ao idiota Constãncio como é possível não ter um pingo de vergonha na cara face às incríveis declarações que vai produzindo.

Portugal é mesmo um país de brandos costumes para aturar este imbecil.

Advertisements