“Não iremos aumentar impostos” – repetiu Sócrates inúmeras vezes. Pois bem, como devem ser considerados os cortes em diversas deduções fiscais como a da saúde ou educação?

Advertisements