” O Benfica é Portugal”. Ora, cá está uma frase que já não se ouvia desde que Marcello Caetano, uma das grandes inteligencias nacionais, saíu do país antes qye a euforia da revolução lhe provocasse danos maiores do que os emocionais. Frase catita, sim senhor de Luís Filipe Vieira, presidente do benfica, sem dúvida, um dos ultimos humoristas lusitanos. Do mesmo autor, LFV:”Não seremos um factor de divisão entre o Norte e o sul”. Exactamente, quando diz que benfica é portugal só se está a ignorar quem, em Portugal, não gosta do benfica. E há quem não goste. Está errado ou distraído quem lhe escreveu o histórico e eloquente discurso. Descontados os seis milhões oficiais, há pelo menos quatro milhões de taradinhos que gostam de outros emblemas.
O que é Portugal? Vou dizer. D. Afonso Henriques, Santo António, D. Nuno Alvares Pereira, Luís de Camões, Infante D. Henrique, Bartolomeu Dias, Eça de Queiroz, Fernando Pessoa, Vitorino Nemésio, Salgueiro Maia, Ary dos Santos, Amália Rodrigues, Raul Solnado, Maria João Pires, Vieira da Silva, Fernando Nobre e sim…o benfica, o FC PORTO, o Sporting,e outros que, como diria o poeta, da lei da morte, ou seja da lei do esquecimento se vão libertando.
Ah, e falta o Herman José, que enquanto não pintou o cabelo foi o maior fornecedor de gargalhadas do país.
Nada que se compare a quem diz estas maravilhas que fazem rir. E bem vistas as coisas, LFV é um bom homem, divertido, que põe aquela cara de mau, de zangado, de mal com o mundo, mas nos fundo é um bom coração. Gosta de animar as pessoas. Que os deputados da AR levantem os seus persuasivos rabinhos declarem o 10 de Junho como Dia do benfica, de Camões e das Comunidades.
O resto, é em Portugal no seu melhor, mas como diz S.Paulo, a vida é um parto, dá alegrias e dores. Vá lá que ainda há quem nos faça rir de borla.”

Carlos Pereira dos Santos in “A Bola”

Advertisements