A avaliar por esta notícia do Guardian, poderá existir muito menos petróleo no mundo do que o  que tem sido divulgado oficialmente pela Agência Internacional de Energia.

Regimes como o de Chavez e similares devem tremer perante esta possibilidade.

Irei estar atento aos desenvolvimentos desta notícia e aos potenciais efeitos nos mercados financeiros

Anúncios