No recinto do Sudoeste deste ano existiam carros-fantasma, saltos de elástico, montanhas russa, karaokes, rapel e bicicletas de spinning. Eis a prova como este mítico festival tem vindo a perder o  grande espírito que o caracterizava nos seus primórdios para se tornar numa feira onde adolescentes histéricos vão fumar umas brocas e a música é algo secundário.

Anúncios