Não pensem que sou a Edite Estrela, mas abomino quando usam a pseudo-palavra “prontos”‘.  Quando se assassina a própria língua, pouco há a fazer…

Anúncios