” Uma das regras da democracia consiste em que ‘quem vai à guerra dá e leva’. José Sócrates pode ter de si a melhor das opiniões e considerar que são injustas muitas das críticas que lhe fazem – e até pensar que muitas delas relevam de má-fé. Mas, mesmo sendo injustas (se for o caso), essas opiniões não são criminalizáveis.

Os grandes estadistas passam sobre essas coisas com superioridade. Sabem que o poder tem um preço. Que têm de resistir à vontade de usar todo o poder de que dispõem, legal ou ilegalmente – precisamente porque devem reservar espaço para o contra-ataque, ou então não há jogo, outra das essências da democracia: a tolerância. Há muitos romances sobre o assunto, e nem todos são de espionagem. A maior parte fala da solidão do poder ou de como se perde a razão. “

Francisco José  Viegas in Correio da Manhã

Anúncios