O despedimento de Scolari só me surpreende por não ter ocorrido mais cedo. Não era difícil prever que um treinador que baseia as suas equipas no espírito de grupo e na motivação, recorrendo a rezas e a bilhetinhos no quarto dos jogadores, apenas conseguirá  ter algum sucesso numa selecção.

Nunca num clube que joga num dos campeonatos mais competitivos do mundo onde se exige capacidade de treino e conhecimentos tácticos adequados.

Anúncios