Numa altura em o governo de Sócrates aprovou o ajuste directo para concuros de valor inferior a  5 milhões de euros, é interessante ver este site resultante de uma iniciativa da Associação Nacional para o Software Livre, onde estão expostas todas a compras feitas por ajuste directo por entidades públicas.

http://transparencia-pt.org/

Vejo  por exemplo que a Câmara de Almada pagou quase 75.000 euros pelo aluguer de uma árvore de Natal! Ou que a Câmara de Lagoa pagou 5430 euros por 6 cones de sinalização!

Fantástico!

Anúncios