Ontem vi no Telejornal uma intervenção de um pacóvio representante das PME a chantagear o Governo que iria dar instruções para não serem renovados os contratos a termo, caso fosse em frente o aumento do salário mínimo na fortuna de 24 euros.

Aquelas declarações provocaram-me vómitos. Digo com todas as letras que este tipo de empresas e empresários não interessam a Portugal. Senhores que obviamente não querem abdicar das suas mariscadas e dos seus Ferraris.

Longe de mim, ser um defensor incondicional do Governo de Sócrates, mas espero bem que neste caso não haja recuos e se enfrente estes idiotas.

Anúncios