Na recepção do 10 de Junho, o secretário de Estado adjunto, Filipe Baptista de seu nome, revelou uma total falta de bom-senso e de noção de ridículo, por durante o seu discurso, vir fazer propaganda política e auto-elogio da obra feita como Simplex,combate ao défice etc…, não mencionando por uma única vez o papel da Comunidade Portuguesa de Macau no seio da sociedade macaense. Para fazer estas figuras, mais valia ficarem sossegadinhos em casa e não desperdiçarem dinheiro dos contribuintes

Anúncios